sábado, 5 de novembro de 2016

A SÉRIE DO CASAL DE MÉDICOS LEGISTAS LAURIE MONTGOMERY E JACK STAPLETON (Robin Cook)



1) CEGO – Sinopse:  Inicio da série da médica-legista Dra. Laurie Montgomery. Aqui ela trava uma batalha para derrotar um complô de maldade inimaginável. Será que as mortes foram realmente por overdose de cocaína? Quando tenta autopsiar os corpos, Laurie não agrada a seus superiores nem à própria família. Mesmo pondo em risco seu futuro profissional, a médica do Departamento de Medicina Legal parte para descobrir a verdade – mas o que ela encontra é o começo de um profundo pesadelo. Em um clima de mistério, terror e suspense, fato e ficção se misturam.
2) CONTÁGIO – Sinopse: O surgimento de uma epidemia na cidade de Nova York leva um médico a investigar os planos de saúde dos Estados Unidos. Este é o argumento de Contágio , thriller médico de Robin Cook que conta a história de Jack Stapleton, oftalmologista de uma cidade pequena que tem o seu consultório arruinado por um grande conglomerado do ramo de saúde, a AmeriCare. Alguns anos mais tarde, em Nova York, Stapleton passa a trabalhar como médico-legista em um grande hospital, e se depara com uma trama diabólica - alguém está promovendo a disseminação de doenças exóticas na cidade, espalhando bactérias e vírus raros. Ameaçados pelas descobertas de Stapleton, as autoridades da cidade e os executivos da AmeriCare fazem de tudo para que ele se afaste das investigações. Mas o médico insiste e acaba se envolvendo com gangues do Harlem e do sul de Manhattan, com a polícia e com Terese Hagen, uma publicitária viciada em trabalho, que vai ajudá-lo a desvendar a trama.  
3) CROMOSSOMO 6 – Sinopse: Assassinato, máfia, sequestro, avanço científico e floresta tropical são os ingredientes que Robin Cook manipula neste livro de suspense e horror. Tendo como cenários Nova York e a África Equatorial, ele mostra as assustadoras possibilidades médicas do futuro.
4) VETOR – Sinopse: Realidade: Outubro de 1999 - Alarmados pela série de mortes causadas pela febre do Nilo, agentes do FBI investigam a possibilidade de a recente epidemia ter sido provocada por um ataque biológico terrorista.
Ficção: Novembro de 1999 - Narra-se a trama de vingança de um ex-técnico russo em armas químicas contra o país que o adotou com a falsa promessa do sonho americano.
Realidade e ficção em torno do mesmo tema: o terrorismo biológico. Em total sintonia com os fatos do cotidiano, Robin Cook mostra mais uma vez, ser o grande mestre do thriller médico-científico.
O russo tem conhecimento técnico suficiente para desforrar-se em larga escala dos EUA. Unindo-se a terroristas e a skinheads neonazistas, consegue a matéria prima de que precisa para provocar uma catástrofe na Big-Apple. Somente dois legistas, o Dr. Jack Stapleton e a Dra. Laura Montgomery - personagens em Cromossomo 6 -, podem salvar a metrópole de um ataque fatal com armas biológicas. Desconfiado de dois diagnósticos raros que passam pelas suas mãos, a dupla resolve investigar. Mas terão tempo de solucionar o quebra-cabeça antes do ataque final?
5) MARCADOR – Sinopse:  Sean, 28 anos, perna fraturada. Darlene, 38, rompimento dos ligamentos do joelho. Dois procedimentos cirúrgicos rotineiros, mas com uma terrível coincidência. Em 24 horas, os pacientes estão mortos. O caso levanta a suspeita da Dra. Laurie Montgomery e do Dr. Jack Stapleton, que vêem por trás dos acontecimentos a possível ação de um serial killer.
6) CRISE – Sinopse: Com a morte da esposa e das filhas em um desastre de avião há 15 anos, o Dr. Jack Stapleton começou a duvidar se mereceria ser feliz. Com isso, afastou-se da irmã Alexis e da nova família dela. Agora, anos depois e prestes a começar uma nova vida, Jack recebe uma ligação de Alexis pedindo que ele a ajude no caso do marido, Craig, acusado de imperícia médica. Correndo contra o tempo e lutando contra o sentimento de culpa por ter se afastado da irmã, Jack decide ajudá-los, mas jamais poderia imaginar os rumos que esse caso tomaria — e os perigos que surgiriam em seu caminho.
7) ESTADO CRÍTICO – Sinopse: Após uma difícil ascensão ao sucesso, a médica Angela Dawson decide fundar uma empresa de assistência médica ligada a três hospitais de Nova York. Entretanto, sua carreira sofrerá um grande abalo quando uma bactéria resistente e letal começa a infectar seus pacientes. Os legistas nova-iorquinos Laurie Montgomery e Jack Stapleton, intrigados pelo surto de mortes começam a investigar o mistério, desvelando um esquema de fraudes empresariais que ameaçarão suas vidas, numa trama tão atual que poderia estar nas manchetes de jornal.
8) CORPO ESTRANHO – Sinopse: A vida da estudante de medicina Jennifer Hernandez vira de ponta-cabeça quando ela descobre, assistindo a um noticiário de TV, que sua avó morreu em um hospital em Nova Delhi, na Índia. A jovem até então não sabia da viagem da avó, que havia recorrido à medicina do terceiro Mundo, onde o custo é bem menor. Devastada com a notícia, ela segue para a Índia em busca de respostas. Mas quando chega lá se depara com uma série de mortes misteriosas que podem estar ligadas a uma ambiciosa conspiração para desmoralizar o turismo médico no país.
9) INTERVENÇÃO – Sinopse: O médico-legista Jack Stapleton, o arqueólogo Shawn Daughtry e o arcebispo de Nova York James O’Rourke são amigos há anos, desde os tempos de faculdade. Contudo, Shawn e James sempre divergiram em um aspecto: a relação entre crença e ciência. Agora, enquanto Jack procura uma causa que o distraia da doença do filho, Shawn faz uma descoberta incrível: depara-se com um códice com informações sobre um ossário cujo conteúdo é capaz de abalar os fundamentos da Igreja Católica. Os três amigos se veem presos num embate entre fé e razão, envolvendo segredos que podem mudar a vida de milhões de pessoas.
10) CURA – Sinopse: A Dra. Laurie Montgomery-Stapleton, patologista do Instituto Médico-Legal de Nova York, volta da licença-maternidade insegura quanto a suas habilidades como profissional e mãe. Então se depara com um caso de morte natural muito misterioso, a oportunidade perfeita para provar suas competências. O cadáver, um asiático que parece perfeitamente saudável, caiu em plena plataforma do metrô de Nova York, sem nenhum bem ou documento de identificação. Porém, Laurie não imagina que tentar encontrar a causa da morte a coloca numa complexa rede internacional de crimes e atrai o perigo para dentro de sua casa.
Notinha de rodapé:
Na Wickpédia, o título “Beneficio na morte” é colocado como um dos livros da série do casal de legistas Laurie Montgomery e Jack Stapleton, mas na verdade trata-se do inicio de uma nova saga, protagonizada pela estudante de medicina Pia Grazdani  e pelo geneticista molecular Dr. Tobias Rothman, da Universidade Columbia. Após esse primeiro volume, é lançado, com os mesmos protagonistas, “Nano”, ainda sem tradução para o português.
Desconfio que ainda haverão mais volumes do célebre casal de médicos legistas, mas por enquanto desconheço novos títulos.

Meus comentários: Eu li os títulos “Cego”, “Contágio”, “Vetor”, “Marcador”, assim como “Beneficio na morte”. Eu gosto do estilo de Robin Cook, gosto dessas tramas médicas misturadas com conspirações assustadoras e crimes aparentemente insolúveis.  É certo que algumas vezes o autor peca pelo excesso de terminologia médica, alguma prolixidade (mas não sempre). O bom é que cada volume pode ser lido separadamente muito embora perca-se a evolução da relação dos protagonistas, no caso o casal de legistas.

TRILOGIA BILL HODGES (Stephen King)



Livro  1 – “Mr. Mercedes”  - sinopse: Nas frigidas madrugadas, em uma angustiante cidade do Centro-Oeste, centenas de pessoas desempregadas estão na fila para uma vaga numa feira de empregos. Sem qualquer aviso um motorista solitário irrompe no meio da multidão em um Mercedes roubado, atropelando os inocentes, dando ré e voltando a atropelá-los. Oito pessoas são mortas, quinze feridos.
Em outra parte da cidade, meses mais tarde, um policial aposentado chamado Bill Hodges é ainda assombrado por um crime sem solução. Quando ele recebe uma carta enlouquecida de alguém que se auto-identifica como privilegiado e ameaça um ataque ainda mais diabólico, Hodges acorda de sua deprimente e vaga aposentadoria, empenhado em evitar outra tragédia.
Brady Hartfield vive com sua mãe alcoólatra na casa onde ele nasceu. Ele adorou a sensação de morte sob as rodas da Mercedes, e ele quer aquela corrida de novo. Apenas Bill Hodges, com um par de aliados altamente improváveis, pode prender o assassino antes que ele ataque novamente. E eles não têm tempo a perder, porque na próxima missão de Brady, se for bem sucedido, vai matar ou mutilar milhares.

Livro 2 – “Achados e Perdidos”  (Finders Keepers) – sinopse: Assim King começa a história de Morris Bellamy. O gênio é John Rothstein, um autor consagrado que há muito abandonou o mundo literário. Bellamy é seu maior fã e seu maior crítico. Inconformado com o fim que o autor deu a seu personagem favorito, ele invade a casa de Rothstein e rouba os cadernos com produções inéditas do escritor, antes de matá-lo. Morris esconde os cadernos pouco antes de ser preso por outro crime. Décadas depois, é Peter Saubers, um garoto de treze anos, quem encontra o tesouro enterrado. Quando Morris é solto da prisão, depois de trinta e cinco anos, toda a família Saubers fica em perigo. Cabe ao ex-detetive Bill Hodges e a seus ajudantes, Holly e Jerome, protegê-los de um assassino agora ainda mais perigoso e vingativo.

Livro 3 – “Último turno” – sinopse: Brady Hartsfield, o diabólico Assassino do Mercedes, está há cinco anos em estado vegetativo em uma clínica de traumatismo cerebral. Segundo os médicos, qualquer coisa perto de uma recuperação completa é improvável. Mas sob o olhar fixo e a imobilidade, Brady está acordado, e possui agora poderes capazes de criar o caos sem que sequer precise deixar a cama de hospital. O detetive aposentado Bill Hodges agora trabalha em uma agência de investigação com Holly Gibney, a mulher que desferiu o golpe em Brady. Quando os dois são chamados a uma cena de suicídio que tem ligação com o Massacre do Mercedes, logo se veem envolvidos no que pode ser seu caso mais perigoso até então. Brady está de volta e, desta vez, não planeja se vingar apenas de seus inimigos, mas atingir toda uma cidade.


Meus comentários: gostei da trilogia em si e este último volume fechou muito bem a narrativa. Não chamaria de um dos melhores livros de terror de Stephen King porque o conteúdo desta trilogia, embora traga elementos da categoria, fica mais para um bom romance policial. Ponto interessante é o fato do autor, quando se inclina para uma narrativa onde o terror não é o maior imperativo, nos presenteia com embates gloriosos entre o bem e o mal numa abordagem mais humana e menos sobrenatural, permitindo ao leitor maior empatia com personagens mais comuns  ou menos sobrenaturais. Entretanto, não fica devendo nada, em termos de excelência, aos demais títulos do autor. Vale a leitura.

MENINA MÁ (William March)



Sinopse: Publicado originalmente em 1954, MENINA MÁ se transformou quase imediatamente em um estrondoso sucesso. Polêmico, violento, assustador eram alguns adjetivos comuns para descrever o último e mais conhecido romance de William March. Os críticos britânicos consideraram o livro apavorantemente bom. Ernest Hemingway se declarou um fã. Em menos de um ano, MENINA MÁ ganharia uma montagem nos palcos da Broadway e, em 1956, uma adaptação ao cinema indicada a quatro prêmios Oscar, incluindo o de melhor atriz para a menina Patty McComarck, que interpretou Rhoda Penmark.
Rhoda, a pequena malvada do título, é uma linda garotinha de 8 anos de idade. Mas quem vê a carinha de anjo, não suspeita do que ela é capaz. Seria ela a responsável pela morte de um coleguinha da escola? A indiferença da menina faz com que sua mãe, Christine, comece a investigar sobre crimes e psicopatas. Aos poucos, Christine consegue desvendar segredos terríveis sobre sua filha, e sobre o seu próprio passado também.
MENINA MÁ é um romance que influenciou não só a literatura como o cinema e a cultura pop. A crueldade escondida na inocência da pequena Rhoda Penmark serviria de inspiração para personagens clássicos do terror, como Damien, Chucky, Annabelle, Samara, de O Chamado, e o serial killer Dexter.

Meus comentários: naturalmente, se o livro fosse escrito hoje, o autor usaria um maior conteúdo ou esmiuçaria o assunto com novos livros, transformando-o em uma saga, a exemplo de Dexter.  O livro é bom e, neste caso especifico, eu apreciaria muito uma saga onde a protagonista fosse apresentada em sua evolução até a fase adulta.